Não deixe 2012 escapar

Padrão

Quais seriam suas promessas de ano novo, se este fosse o último da sua vida??? Pense um pouco e voltamos a falar nisso mais à frente!

Não preciso dizer como este foi um ano especial pra mim. Tive perdas, momentos tristes, claro. Mas sem sombra de dúvidas 2011 foi um divisor de águas na minha vida. As experiências e mudanças que vivi (e o turbilhão de sensações que as acompanham) deram origem a este blog, aliás.

Em 2011 tive a oportunidade de me conhecer um pouquinho mais, de repensar crenças e comportamentos, de valorizar coisas diferentes, de experimentar novas (e por vezes assustadoras) sensações, de me questionar, me desafiar. Tive a oportunidade de conhecer pessoas muito interessantes e possibilidades novas, que me apresentaram um horizonte mais amplo. E recomendo…

Recomendo tanto, que nas minhas promessas de ano novo (aquelas que fazemos todos os anos nesta época), mais do que emagrecer uns quilinhos (esta já é default, pois a faço ano após ano! Rs), viajar mais, blábláblá, também quero me comprometer a continuar vivendo novas coisas e intensificar esta fase de aprendiz (mesmo que as vezes não seja um pouco dolorido)!

Faço este convite a vocês também, desejando a todos um 2012 cheio de novidades, de bons desafios. Um ano com adrenalina, de questionamentos, de incertezas (por que não?), de aprendizados, de autoconhecimento e, principalmente, um ano de muita coragem pra fazer diferente e se arriscar mais!

Tudo isso tem um pouco a ver com a pergunta que fiz no começo deste post. Aliás, já pensou na resposta? Certeza que pensou em coisas ousadas, fora do comum, afinal, seria “agora ou nunca”, né?! Mas, por que não começar já????

Em tempo: 2012 pode ser mesmo sua ultima chance, pelo menos é o que previram os Mayas há milhares de anos…pelos cálculos deles (sempre muito precisos), em 21 de dezembro próximo se encerra um ciclo ( interpretado como fim do mundo por alguns). Os preparativos já começaram por aqui….mas esta é uma história pra 2012. Até lá!!!

20111230-141713.jpg

Anúncios

4 responses »

  1. Eu tb recomendo sair da zona de conforto. E uma maneira maravilhosa de se sentir vivo! Como vc disse, dói, não é fácil abandonar tudo o que nos da segurança e partir pra uma experiencia totalmente nova. O novo assusta, mas tb nos faz crescer e enche a bagagem de VIDA. Grande beijo Renatinha!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s